[ editar artigo]

O mercado de FRANQUIAS vai continuar crescendo em 2020?

O mercado de FRANQUIAS vai continuar crescendo em 2020?

O franchising vem crescendo a cada ano no Brasil, eu acompanho estes números de perto. E como vivo o franchising, muita gente me pergunta:

Será que já não está saturado? Ainda cabem mais franquias?

A minha resposta é: este mercado ainda tem muito para crescer por aqui. Tenho 3 informações que sustentam este meu posicionamento:

  1. Tendência contínua de crescimento há mais de 10 anos
  2. Comparativo com outros mercados
  3. Cenário macroeconômico.

Vamos discutir cada uma destas informações a seguir:

Crescimento há mais de 10 anos

Todo ano, quando a ABF faz o levantamento dos números do setor, sempre o resultado é de crescimento, alguns anos maior outros menor, mas mesmo nos períodos de maior crise do país o movimento é positivo.

Isto demonstra a robustez do modelo de franquia para a expansão de negócios. Quando a economia está aquecida, todo mundo compra mais e os negócios de franquias crescem. Quando a economia vai mal, muita gente precisa encontrar alternativas para ganhar a vida e investir em franquias é um caminho interessante para muita gente e as vendas de franquias e a geração de negócios continua.

A ABF fazia até algum tempo atrás um comparativo com o PIB do Brasil e o PIB "recortado" do setor de franquias, e o nosso PIB sempre teve um desempenho melhor.

Comparativo com outros mercados

Muitos movimentos no mundo dos negócios nos EUA, Europa e Asia acabam acontecendo depois de algum tempo no Brasil também.

Seguindo este raciocínio fui investigar como anda o mercado de franquias nestas regiões. Resultado, o número de unidades franqueadas e de redes de franquias é enorme e proporcionalmente muito maior do que o número que temos por aqui.

Um comparativo muito interessante é que nos Estados Unidos 62% dos estabelecimentos de alimentação (que representam a maior parcela do franchising) fazem parte de redes (próprias ou franqueadas) enquanto no Brasil este número é de apenas 19%. Isso significa que temos ainda um grande mercado para crescer com franquias, a tendência é que novos negócios surjam já como franquias e também que negócios que atuam de maneira independente acabem "virando a bandeira" e assim façam parte de uma rede.

Já vimos este movimento acontecer no segmento de farmácias, antigamente cada unidade atuava de maneira independente, agora é difícil, principalmente nos grandes centros encontramos uma farmácia que não faça parte de uma rede, concorda?

Estamos passando por este movimento também no segmento de academias, as franquias estão ganhando mercado e quem consegue acaba aderindo o quanto antes, abrindo mão da sua antiga marca para fazer parte de uma rede, como já disse em outro artigo, o poder da rede é imbatível.

Pode escrever, isto está acontecendo ou vai acontecer em praticamente todos os segmentos. Já da para imaginar o quanto as franquias ainda vão crescer.

Outro fator muito relevante neste sentido é a força e quantidade de multi-franqueados nos EUA. Existem franqueados que possuem muitas unidades de uma mesma rede, ou de redes diferentes (Franqueados Multi Marcas). Já existe por lá o termo: "Mega-Franqueado" que é aquele tem mais de 200 operações. Estes mega-franqueados e também os super-franqueados (mais que 100 unidades) recebem até aporte de fundos de investimento. Isso dá um dinamismo e força absurda ao desenvolvimento do franchising. São grande empresários, muito competentes para gerir operações e que escolheram como estratégia de crescimento empresarial investir em franquias.

Este movimento já acontece por aqui e vem cadas vez ganhando mais força, o que deve impulsionar ainda mais o desenvolvimento do setor. Alguns nomes de destaque neste movimento por aqui são o Alberto Oyama e o Mauro Nomura.

Cenário Macroeconômico

Economias mais estáveis tendem a ter taxas de juros baixas, é o que temos observados no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Assim fazer o dinheiro render com aplicações financeiras de baixo risco fica cada vez mais difícil. Desta forma quem tem dinheiro e não quer deixá-lo parado precisa encontrar outras formas de fazê-lo render, e o franchising tem sido a escolha para muitos e muitos investidores nos EUA, na Asia e na Europa.

Imagine quanto dinheiro que está ou estava em aplicações que foram excelentes e que agora apresentam um desempenho muito ruim. Este capital todo vai para outros lugares, em que a possibilidade de ganho seja boa com um risco aceitável. Como já visto em outros países, a expectativa é que uma parte considerável deste capital vá para a abertura de novos negócios, e quando se fala em abrir negócios com menor risco, o caminho é investir em franquia.

O futuro será brilhante para quem entrar logo neste mundo

Com base em tudo isto fica evidente quanto este mercado ainda vai crescer no Brasil, sem falar que muitas marcas brasileiras já estão rompendo fronteiras e atuando no exterior, mas isto já é assunto para outro artigo.

O que é muito bom é que num mercado que tem tanto para se desenvolver as oportunidades para a sua empresa crescer são enormes. Como está o seu projeto de franquia?

 

 

 

 

 

 

 

FRANQUEADOR.COM
Erlon Labatut
Erlon Labatut Seguir

Consultor Franquias - FRANQUEADOR.COM

Ler conteúdo completo
Indicados para você